Notícias

XIII Semana de Valorização ao Educador - Prêmio Professor Inovador 2020

XIII Semana de Valorização ao Educador - Prêmio Professor Inovador 2020

postado por person Gerência de Mídias e Conteúdos Digitais   há 1 semana   Educação


 

Dando continuidade às comemorações da XIII Semana de Valorização ao Educador, aconteceu sexta-feira (dia 13-11-2020) mais uma solenidade em celebração e reconhecimento aos profissionais desta categoria. No evento, ocorreu o lançamento da 2ª edição do Livro Professor Inovador 2020 e também a disponibilização do edital para 2021. Esta premiação acontece todos os anos desde 2015 através de sua idealizadora deputada estadual Therezinha Ruiz.

 

Conhecendo um pouco sobre o Prêmio Professor Inovador.

A ideia surgiu com a necessidade de reconhecer, compartilhar e premiar práticas pedagógicas exitosas e inovadoras realizadas em sala de aula através dos educadores da rede pública de ensino.

Os concorrentes ao prêmio foram avaliados por uma comissão de notáveis que foi indicada pela Comissão de Educação da Aleam, presidida por Therezinha Ruiz, que há vários anos vem realizando o evento reunindo em uma publicação, todos os projetos já apresentados.

“Trata-se de uma premiação que vem rendendo resultados positivos, com experiências pedagógicas inovadoras nos ensinos fundamental, médio, na educação especial, tecnológica e indígena”, destacou a parlamentar.

Na avaliação de Therezinha Ruiz, é preciso valorizar e dar visibilidade ao esforço empreendido pelos professores, fomentando a sua participação na construção do conhecimento de forma efetiva, em benefício de toda a comunidade escolar.

(Paulo Apurinã, agosto 29, 2019) amazonpresse.com.br/2019/08/therezinha-ruiz-anuncia-o-lancamento-do.html

Mesmo com um cenário pandêmico e de grandes desafios na educação, tivemos mais dois reconhecimentos de educadores que fazem parte do nosso quadro de professores do CEMEAM, a professora Bárbara Lizardo e a professora Darlinda Monteiro.

 

Vamos conhecê-las?

 

 

A professora Bárbara Lizardo é licenciada em Geografia pela UFAM, onde desenvolveu projetos na área ambiental no Careiro da Várzea junto com o seu grupo de pesquisa. É especialista em Gestão Ambiental pela UEA e atua como professora do ensino fundamental e médio na rede estadual de educação, principalmente no Centro de Mídias de Educação do Amazonas – CEMEAM e na Escola Estadual Nathália Uchôa. 

Atualmente, visando contribuir de forma ampla com a educação no Amazonas, é estudante do curso de pós-graduação em Gestão da Educação no Uninorte - Centro Universitário do Norte. É completamente apaixonada pela arte de educar envolvendo o lúdico na aprendizagem e pelas questões que envolvem a problemática ambiental, foi justamente por esse motivo que desenvolveu vários projetos de cunho ambiental, nas escolas em que passou por meio do PCE – Programa Ciência na Escola, financiado pela FAPEAM – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas. 

Em 2016 foi vencedora da categoria nacional em produção de texto, ensino Fundamental II, da 8° Olimpíada Brasileira de Saúde e Meio ambiente – FIOCRUZ - Fundação Oswaldo Cruz, com o trabalho “História em quadrinho como aliada do Meio Ambiente” desenvolvido na Escola Djalma Batista.

 

Agora vamos conhecer a professora Darlinda Monteiro,

 

 

Possui graduação em Química pela UFAM, especialização em Gestão Ambiental pelo (IFAM), especialização em Metodologia para o ensino de química (UEA) e Mestrado em Ciências da Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (ULHT) em Portugal. 

Participou em 2006 da Feira Nacional de Ciências da Educação Básica (Fenaceb), realizada em Belo Horizonte- MG com o projeto Ensinando química através dos jogos de ensino médio, participou também do I Encontro dos Profissionais de Química da Amazônia Ocidental, obtendo o 1 lugar com o painel Ensinando Química através dos jogos de Ensino Médio em 2008 e do programa Ciência na Escola (PCE) com o projeto Sabonete Medicinal e propriedades Terapêuticas em 2019.

 

Qual foi a prática pedagógica exitosa submetida para a premiação de professor inovador?

O projeto em questão da Professora Bárbara colabora com jogos educativos e sustentáveis, desenvolvido por cinco turmas do 8º ano e uma turma de 9ª ano do Ensino Fundamental II, da EETI Bilíngue Professor Djalma da C. Batista, localizada na cidade de Manaus que tem como objetivo unificar as duas questões, ou seja, o lúdico na aprendizagem e a educação ambiental, tendo como propósito confeccionar jogos educativos com material reciclado ou reutilizado a fim de relacionar entretenimento e aprendizagem de forma interativa e lúdica aos alunos envolvidos.

O projeto da Professora Darlinda partiu da elaboração de vídeos como enfoque em atividades experimentais para aprendizagem de Química no Ensino Presencial mediado por Tecnologia, com o objetivo de elaborar vídeos para demonstrar atividades como base para o entendimento das propriedades específicas da matéria.

 

Em quais locais foram aplicados os projetos do Prêmio Professor Inovador?

Professora Bárbara - desenvolvido na EETI Djalma da Cunha Batista, no turno matutino no decorrer de 2019. Com todo sucesso e expertise, em 2020 o projeto teve sua continuidade na Escola Estadual Nathália Uchôa, com o apoio financeiro da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas-FAPEAM.

Professora Darlinda - Centro de Mídias de Educação do Amazonas na modalidade Ensino Médio com Mediação Tecnológica nas aulas de Química.

 

E sobre o evento? Compartilhem com a gente um pouco de como tudo aconteceu e como vocês se sentiram com a homenagem?

“Foi muito emocionante, principalmente em tempos de pandemia, em que os sentimentos estão visíveis. Ter o reconhecimento e a valorização do nosso trabalho é extremamente gratificante, é motivador, nos faz pensar que tudo vale a pena, mesmo com todas as dificuldades. Ao abrir o livro e verificar que temos um capítulo contando a nossa prática exitosa é motivo de muito orgulho para toda comunidade escolar envolvida”, comenta a professora Bárbara.

A professora Darlinda compartilha do mesmo sentimento, dizendo “Foi um momento de emoção, valorização e reconhecimento estar no lançamento do livro Professor Inovador, junto com vários Professores Inovadores das escolas públicas de Educação Básica do Estado do Amazonas que fazem diversos trabalhos inovadores com seus alunos. Compartilhar minha prática pedagógica no livro Prêmio Professor Inovador, inspirando outros professores e mostrando que também são professores inovadores”, finaliza a professora.

 

E quais conselhos vocês dariam para os professores que ainda não conhecem e/ou não participaram da premiação?

“Sejamos inovadores! Que tenhamos sensibilidade em nossas práticas pedagógicas e que possamos envolver toda a comunidade escolar em nossos projetos! 

Ler os editais de premiações/olimpíadas/programas/projetos e fazer a inscrição do nosso trabalho é algo relevante, tanto para os alunos quanto para os professores. É uma forma de mostrar a educação na vida da sociedade e seus impactos positivos”, sugere a professora Bárbara.

E a mensagem da professora Darlinda para todos da categoria é “Professor seja um Professor Inovador, divulgue suas ações inovadoras desenvolvidas com seus alunos, transmitindo esses conhecimentos a outros professores, inspirando-os a buscar novos métodos de ensino”.

 

Texto: Raphael Melanias

Fotos: Bárbara Lizardo e Darlinda Monteiro.

Compartilhe

Comentários

Sua participação é muito importante.